Páginas

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Simples como amar.


Faz muito tempo que assisti (incontáveis vezes), mas hoje decidi falar dele aqui. De tão simples que é fiquei simplesmente apaixonada. Esse é daqueles que vejo assim como bebo água. Tão quanto é necessária para o corpo, ele é sede pro coração. Está na lista dos perfeitos. Simples como amar é um filme que conta história de dois jovens especiais que descobrem o amor, lutando contra o infeliz preconceito de que os diferentes da normalidade estéril, não amam. Quem foi o tonto que inventou isso? Só poderia ser normal demais.

Carla e Danny formam nessa adorável história um casal divertido em suas descobertas. Dirigido por Garry Marshall, o mesmo de Uma linda mulher (quem lembra da cena: nada de beijos!? É fantástica), que também dispensa comentários, não recebeu o Oscar porque não pediram minha opinião. Bem, se ainda não assitiu, vale muitíssimo a pena ver. E de novo, e de novo, e de novo...

Paz e Bem.

Aline:)

Um comentário:

Abraão disse...

Meu comentario é geral.
Gosto de vc, e do que vc escreve e pensa.
Dom de Deus. De graça para vc! Desfrute e arranque suspirros. Ouça Ele e nos surpreenda ainda mais.

Dani