Páginas

quinta-feira, 28 de abril de 2011

ALFA, porque eles são o princípio.

-Se você não é bem humorado, não leia esse texto. Escrevi na intenção de entreter. Redondo é rir da vida!!

Quando vi o comercial passando na Tv, fui tomada por uma imensa curiosidade: O que eu poderia encontrar numa revista destinada ao público masculino? Denominada "ALFA", chega à sua oitava edição trazendo na capa ninguém mais, nem menos do que o queridinho do Brasil: Luciano Huck. Sim. Eu comprei. Na dúvida entre ela e a tradicional ÉPOCA, que trazia assuntos relacionados a aplicativos para celular (Você já foi melhor, ÉPOCA!), decidi acabar de vez com esse mistério e descobrir o que, além de carros, mulheres e futebol, os homens pós-modernos andam cultivando em suas cabeceiras.

Inteligência - Boa vida - Elegância - Atitude: ALFA não apresenta o tipo de informação que responde aos interesses de todos os homens. Eu acho. Digo isso, porque seu conteúdo é totalmente reservado ao público que pode "pagar" pelo que ela "vende". Tão óbvio quanto uma Marie Claire da vida. Mas preciso confessar que a revista é realmente esclarecida. Eles sabem do que estão falando. As matérias são adornadas por um tamanho bom gosto, recheadas de bom humor e muito bem articuladas. E me confortou saber que: HOMENS TAMBÉM FALAM DE SAPATOS! Isso não é demais? Começando pelas palavras do diretor de redação, Kiko Nogueira, eu me diverti observando cada página, e achei o máximo ver que eles são mais sensíveis do que podemos imaginar.

Fui questionada se precisaria ler uma revista como esta para chegar à algumas conclusões. Não. É só uma questão de composição, afirmação, comunicação e retoque. Saber através de um veículo de informação o que os homens pensam sobre tudo que está acontecendo no mundo, não irá interferir no meu parecer à respeito deles. Defendo que, na vida, cada sexo contribui da maneira que lhe apraz. E eu aprecio muito a forma - correta - que o homem conduz e se inclina à sua vocação enquanto "o cabeça".

Bem, para começar, não há como fugir. Encontrei 10 propagandas sobre carros, dos mais variados estilos e todos exageradamente caros. 21 propagandas sobre roupas e acreditem, poucas coisas sobre nós, mulheres. Estavam indo muito bem, até eu chegar na penúltipa folha, de uma revista com 210 páginas, e encontrar um anúncio da "Playboy". Agora, eu só não sei em qual dos atributos em negrito citados acima, o exagerado anúncio se encaixa. Vai saber!?

Gostei de um jeito especial das entrevistas, que foram feitas por duAs repórteres, é claro. Que outro ser na face dessa terra poderia absorver de um indivíduo seu lado mais bonito, senão a mulher? Aos que gostam do U2, será surpreendido por uma entrevista com McCormick, amigo de infância de Bono Vox, que relata com muita autoironia e humor negro a sua relação com o astro. A sinceridade dele ao nos contar que "Bono roubou sua vida", é irreverentemente engraçada. Mais a frente, encontramos umas das últimas e doces palavras de José Alencar, que nos emociona novamente com tanta estabilidade em seu coração. Não fosse uma revista para "másculos" e minha tentativa ousada em compreendê-los, eu poderia ter chorado dentro do ônibus enquanto lia:

"O mal que o câncer me fez não supera a compreensão que ele me trouxe.[...] A vida não é tão difícil assim não. Basta andar direito."

Seguimos à outro excelente encontro com Hugh Laurie, que numa breve conversa com Ana Maria Bahiana, falou sobre o seu insuportável e brilhante personagem: Dr. House. H. Laurie nos revela que sua mãe tinha dificuldade com o conceito de felicidade e que delicadeza para ela era sinal de fraqueza. Durante muito tempo, já adulto, disse ter se perguntado se algum dia ela teria gostado dele. Fala de suas frustrações no processo de encontrar a sua vocação e confessa a sua paixão pelo blues, lembrando que quando tinha 11 anos, sua nuca arrepiou ao ouvir Howlin'Wolf.

Não posso esquecer de contar que, antes disso, passei por uma página que me arrancou risadas. Quem são as donas das perguntas em seções de auto-ajuda e que assinam como anônimas? As mulheres, sempre. Pois os homens também não querem se revelar quando acham que estão se expondo ou perguntando algo considerado vergonhoso. Para deixar o ambiente mais masculino, eles chamaram a coluna de Fórum, unida de uma frase que contribui para tamanha discrição, é claro: Nossas respostas para suas dúvidas mais cruéis.

Ha. Ri das perguntas e da crueldade nas respostas. Até porque, quem as responde é um personagem. Dessa vez o convidado para amenizar o sofrimento dos rapazes foi o arrogante Rhett Butler, de E o vento levou. Levou mesmo. A reputação dos coitados embora. Você tem alguma pergunta? Escreva para: forumalfa@abril.com.br Sinto muito se calhar de ser o Mr. Bean a responder você! Ha! Mil vezes, HaHaHa!

Certo. Vamos voltar ao lado sério do negócio. Bem, temos uma página com uma receita. Hum. Apetitosa e bonita, a fotografia é de um frango crocante com risoto de tâmaras, dita perfeita para um jantar a dois. Entendem porque eu falo que essa revista não é para qualquer homem se inspirar? O kg da tâmara custa em média R$20,00. Quase o preço de uma pizza de fim de semana pra gente parar de reclamar. Oras, e para espantar a insegurança dos desacostumados na cozinha, eles colocam no final da página um asterisco: Alfa garante: esta receita não requer prática nem habilidade.

Ótimo. Desde de que ele lave a louça depois. Adorei o frango. Vou fazer qualquer dia. Seguindo. Tecnologia, cuecas, gravatas, dicas de etiqueta. Dicas de etiqueta? Sim. É. Dão dicas de como se portar diante de um homossexual. Parece um parto. Descrevem diversas situações e como se sair bem delas sem serem ofensivos e tornarem tudo embaraçoso. Interessante, até porque isso para os homens não é algo tão simples. Por mais tolerantes que pareçam ser, ou realmente sejam. Tudo bem. Entendo. Bons textos, opiniões, Huck ocupando quase dez páginas, uma matéria sobre Scarlett Johansson, blábláblá, Picasso e o sexo, mais carros, esporte e política. Ah, a política masculina! Excelente matéria falando sobre a tola disputa de Lula com seu antigo adversário FHC: Quem é o mais ativo ex-presidente do Brasil. Claro que é o Sarney. Isso é indiscutível! Mas a disputa é só entre os dois. Ok, então. Bem, levando em conta o preço da palestra de cada um: Lula 200 mil e FHC 180 mil, eu fico com FHC que, não é nada, não é nada, mas 20 mil faz muita diferença.

E como não poderia faltar, nosso príncipe meninas. Digo, o príncipe da Kate. Amigas, ele está lindo na foto. Porém tantas coisas para se falar sobre o nobre William, eles me vem com um papo de: Qual terno o príncipe vai usar na boda. Aloooouuu?? Ele tem um coração, sabia? Bando de ingratos! Oh, meu Deus... eu adorei a matéria sobre o chapéu Panamá contando a sua história. Havia falado hoje com uma amiga que quero tanto! No vitral da igreja de Cuenca, no Equador, até Jesus usa um. Porque não eu?

Mais ternos, falam sobre higiene (ufa!) e acreditem: Dizem que rosa é cor pra macho e que "abaixo o preconceito!". E mais: Afirmam que nós adoramos homens de roupa rosa. Tá. Nada contra, mas eu prefiro preto. Deixa o rosa pra mim. Não. Nem eu curto rosa tanto assim. Usem, seu lindos! Usem rosa à vontade. Mas não exagerem. Perfumes e um treinamento rigoroso para ficarem igual ao Wolverine. Amados, é possível isso? Sinto lhes informar: Wolverine é um personagem. É tudo mentirinha! Volta pra sala e vai ser seu futebol.

Café, a Playboy da qual já falei e pra encerrar com chave de ouro, uma página com fatos que os deixam muito assustados. O mais medonho, é a historinha da Gretchen que se casou pela décima quinta vez, se separa minutos após a cerimônia e já está de casamento marcado com o taxista que a levou para casa. Eu também não gosto disso, meus caros. Mas até que o vestido dela era bonito. Qual será o medo? De serem os próximos? Creio que não. Homens que lêem ALFA, estão sendo treinados para a vida. São muitas dicas e belas sugestões de como se tornarem verdadeiros cavalheiros contemporâneos. Adorei a revista. Inteligente mesmo. Muito mais interessante do que uma feminina. Só lamento ter que lembrar um detalhe. Pequeno, mas deveras importante: Vocês esqueceram da seção dos horóscopos. Meus amores... o que será de vocês se não souberem o que os aguarda no futuro e como será o nosso humor no dia seguinte? Tisc! Quase perfeitos. Quase.

Um beijo da Amora.
Até a próxima!

17 comentários:

William Oliveira disse...

Sei não, hem... nunca folheei a revista, mas pela sua descrição ela traz nas páginas aquilo que tem de mais conservador na sociedade. Ah, mas o que tô dizendo? Numa esfera patriarcal e de privilégios como a nossa, essa revista faz todo o sentido!

(Eu sei, sei, você alertou no início do seu texto que ele era dedicado a pessoas bem humoradas... rs, não resisti à birra).
Abraços,
w.

Machista disse...

Que genial! A revista atingiu seu público alvo. Nada como uma revista que fale de homem para atrair as mulheres. Ô bichinho curioso é esse tal de mulher.

Agora o homem vai à banca. Olha a Play boy, a Sexy e a Alpha; Se ele escolher a Alpha a única certeza que tenho é que não é homem.

#machismofull

Davi Vasconcelos disse...

Pois é... é uma revista masculina para as mulheres. Um homem nunca vai querer saber se H. Laurie sentiu arrepio na nuca. Faça-me o favor! E ainda mais qual o homem vai perder tempo comprando revistas para homem, para discutir sobre sapatos!? Qual o homem quer ver o Luciano Huck na capa de "sua revista favorita", que fala acerca de outros homens!?

Nabo total!

Amora disse...

Ha. Adorei os comentários! Will, touché... totalmente conservadora!!

Machista, obrigada pela visita! Extremamente curiosa. Não resisti. E sim... o público somos nós. Pode crer!!

Davi, amigo... eu desconfiava da sua aversão. Bjnhos!! ;)

Anônimo disse...

Horóscopo é coisa pra baitola!!!

Verificação de palavras: VERME disse...

Esse post foi encomendado. Aposto!

Verificação de palavras: CIONOB disse...

Ps. Parabéns, foi bem escrito.

Priscila disse...

Estou impressionada como seu texto mexeu com o brio dos meninos.. Aposto que os editores da Alfa não esperavam por algo desse tipo, kkk

Coração de Poeta disse...

Ei, Amora;
Este texto tem uma pitada bem humorada de uma inteligência feminina ativa.
Ah, que Alfa,não se culmine no fim de uma classe que cheia de brios não conseguem ver a realidade [alguns, claro...]; e, sempre o público da maioria das revistas são as mentes curiosas e cheias de opinião das mulheres.
Inté,

R. Moreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Amora disse...

Ei, seu verme: Não foi encomendado! Haha!! Mas obrigada pelo elogio!!

Pri... viu só??


Sissi... as mulé são demais! ;)

Andrea Guim disse...

Oi, Aline!
Vim te convidar pro sorteio relâmpago de Dia das Mães no BlogArte. É só até dia 06/05!
Passa lá pra participar!
Beijins,
Andrea Guim

Alan P. C. disse...

Fico pensando como seria o "Omega" desta história, já que a intenção da editora é formar padrões masculinas com dicas, auto-ajudas e informações contemporâneas, essa revista só pode ser escrita por mulheres que sonham em um homem ideal, e descrevem coisas que poderiam fomentar o seu "Alfa".

Rodrigo Barbosa disse...

Aeee Alinee, muito bom o ponto de vista! Prende mais a atenção do que se eu estivesse lendo a própia revista. E não querendo ser muito "machista", mas foi um dos melhores posts do seu Blog. Kkkkk / Bjoo mininaa, Parabéns!

Amora disse...

Alan... hahaha!! Olha, o ômega não são as mulheres, ok? E mais... a revista é escrita por homens. Tá lá no edital!!!

Andréa... vou sim!! Obrigada pela visita!! =)

Rodrigo... muito obrigada, amigo!! E vc gostou do texto só porque fala de sapatos, né? Sei...rs.

Patrícia disse...

E aí, Aline? Beleza? Achei o texto genial. Você vai longe, menina! Beijo.

Amora disse...

Paty... que bom que gostou!! As mulheres costumam adorar esse texto!! rs... Obrigada!!!